segunda-feira, 21 de março de 2011

Características dentárias das Serpentes


Podemos distinguir as serpentes quanto aos dentes, em venenosa e não venenosas.
Os dentes das venenosas tem um sulco ou canal que se comunica com a glândula de veneno (Glândula parótidas modificadas). De acordo com as características dentárias do maxilar, podemos classificar os ofídios na seguinte série:

ÁGLIFAS: (Aglifodonte) –  Desprovidas de dentes inoculadores de veneno. Todos  os dentes são iguais . Não são serpentes venenosas, como é o caso da Sucuri, Jibóias, Falsas corais.



OPISTÓGLIFAS: (Opistoglifodonte) – Os dentes inoculadores de veneno se localizam na parte posterior do maxilar e são sulcados; poucas possuem veneno realmente poderoso e, para usarem esses dentes, elas precisam abrir muito a boca e segurar bem a vitima. Na realidade, essas serpentes são quase todas inofensivas para o homem, mas há uma ou duas delas que podem ser perigosas. Cobra- cipó .



PROTERÓGLIFAS(Proteroglifonte)  - Apresentam os dentes inoculadores de veneno na posição anterior  do maxilar superior. Esses dentes são sulcados (fendidos) e ocorrem em serpentes venenosas. Coral-verdadeira(Micrurus),Najas e Mambas.



SOLENÓGLIFAS: (Solenoglifonte) – Apresentam os dentes inoculadores de veneno na posição anterior da maxila superior, porem, os sulcos modificam-se em canais formando um excelente sistema  de injeção hipodérmica. Cascavel,  Jararacas ,Surucucu, etc.


Nenhum comentário:

Postar um comentário